Fome

 Um certo dia
Um coitado
 
Pobre, mendigo, molhado
 
Escreveu...
 
-Que Venha O Que Há De Vir
 
-Que Seja O Que Há De Ser
 
-Que Fiquemos Em Paz
 
E Deus Abençoou...
 
O que tivera de vir...
Veio
 
O que tivera de ser...
Foi
 
E A Paz...
 
Um Gole de Água...
Com Sabor de Fé
 
O Levou Ao Céu.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *